Lágrimas de sangue.

foto pixabay dominio publico

 

 

Algumas vezes a agonia nos aperta o peito.

Sinto saudades,

E a dor invade a nossa alma e o nosso coração.

 

Muitos sentem a sua presença,

Amam, sofrem e nada compreendem.

Procuram respostas em vão,

Pois não entendem a origem dessa solidão.

 

Saudades de uma paixão?

De amigos queridos?

De momentos esquecidos?

Ou saudades do tempo perdido?

 

A alma sente,

O coração reage,

E a saudade cruelmente nos invade.

 

O olhar descarrega em lágrimas essa emoção,

E sem sabermos o que acontece,

Logo descobrimos que estas lágrimas,

São saudades que nos aproximemos de Deus.

 

Mas mesmo assim,

As lágrimas teimam em descer.

E com elas aprendemos a amadurecer.

 

E Deus?

Com a gente permanece,

E nos mostra o seu alvorecer,

Sua força que renasce a cada amanhecer.

 

Mesmo que não percebamos,

Ele nunca nos deixa ao relento,

E exatamente neste momento,

Ele está contigo,

Meu querido amigo.

 

E as lágrimas?

São apenas saudades,

Que traz a pureza da alma.

E sangra pela falta de oração,

Que nos levam ao Criador,

Revelando o seu puro amor.

Amém.

 

 

Leandro Campos Alves.

2015.

 

 
Número de páginas: 101 

Edição: 1(2016) 

Formato: Pocket 105x148 

Coloração: Preto e branco 

Acabamento: Brochura s/ orelha 

Tipo de papel: Offset 75g

 

 

 

 

 

 

 

 

www.clubedeautores.com.br/book/206358--Sonhos?topic=mensagens#.VwWSpPkrLIU

 

 Todos direitos estão reservados a autor  conforme artigo (Lei 9610/98).

 

 

Contato

Leandro Campos Alves Caxambu MG / Liberdade MG. leandrocalves@hotmail.com