O sentir.

 

Tem certas coisas que só a gente entende,

surge do nada e fica para sempre,

Não tem rumo nem lógica e ninguém compreende.

 

Mas você sabe que há,

porque vem da sua mente.

Você tenta costurar,

mas nem forma uma corrente.

 

E por mais que você tente,

você não sabe o saber,

confusa e nada contente,

isso te prende no viver.

 

É dor, solidão, confusão.

Ausência de satisfação,

até o momento em que você apenas sente,

e não mente em dizer que agora entende.

 

Daniela Aparecida da Silva, estudante do 9° ano da Escola Estadual Frei José Wulff, em Liberdade – MG.

 

 

 

Todos direitos estão reservados a "Antologia Liberdade dos Poetas" e a autora  conforme artigo (Lei 9610/98).

 

Contato

Leandro Campos Alves Caxambu MG / Liberdade MG. leandrocalves@hotmail.com