Ser bailarina.

 

Ser bailarina é ver o lado bom da vida.

É aprender dançar na chuva quando ela vem,

é fazer sempre o bem.

 

É dar piruetas com os braços no ar,

sem sair do lugar.

É dançar até se cansar.

 

Danço as notas de uma canção sem parar,

faço em “atiti” sem desequilibrar

as pontas dos pés preciso esticar.

 

Se eu cair

vou levantar e sorrir.

E nunca vou desistir.

 

Barreiras sempre vou encontrar,

mas elas eu irei superar,

eu prometo nunca deixar de dançar.

 

Isabelle Dias da Cunha Alves, nascida em Baependi – MG, aos 09/03/2002, estudante do 8° ano da Escola Estadual Frei José Wulff, em Liberdade – MG.

 

 

 

Todos direitos estão reservados a "Antologia Liberdade dos Poetas" e a autora  conforme artigo (Lei 9610/98).

 

Contato

Escritor Leandro Campos Alves https://www.clubedeautores.com.br/authors/75816

https://www.facebook.com/escritorleandroalves/

http://busca.saraiva.com.br/q/leandro-campos-alves

https://plus.google.com/u/0/+EscritorLeandroCamposAlves