Velha saudade

 

Eu deixaria a minha paz,

só para estar contigo.

Nem que fosse por um momento,

eu correria esse perigo.

 

Aquilo era um amor,

era tudo de verdade.

Tinha o brilho nos olhos,

mas acabou virando saudade.

 

Tudo era tão certo,

um dia a gente jurou.

Ficar junto para sempre,

depois tudo mudou.

 

Parecia amor eterno,

lembrança a vida inteira.

Mas foi só um romance,

brisa leve e passageira.

 

Seu cabelo ao vento,

era a paisagem mais bela.

Tem dias que paro e penso,

como sinto falta dela.

 

            Atalanta da Costa Faria, estudante do 9° ano da Escola Estadual Frei José Wulff, em Liberdade – MG.

 

 

.

Todos direitos estão reservados a "Antologia Liberdade dos Poetas" e a autora  conforme artigo (Lei 9610/98).

 

 

Contato

Escritor Leandro Campos Alves https://www.clubedeautores.com.br/authors/75816

https://www.facebook.com/escritorleandroalves/

http://busca.saraiva.com.br/q/leandro-campos-alves

https://plus.google.com/u/0/+EscritorLeandroCamposAlves